Subscribe Us

header ads

Calábria oferece 170 mil reais para quem quiser morar no sul da Itália

 

Foto: divulgação

Quer morar no sul da Itália, mais precisamente na ponta do pé da bota, numa das regiões mais deslumbrantes do país?

Os administradores da Região da Calábria estão oferecendo 28 mil euros, quase 170 mil reais, pra quem quiser se estabelecer e morar na região. O valor será pago em até três anos e o interessado deve fixar residência na região italiana. O motivo? A Calábria quer reverter o declínio da população.

Condições

Mais de 75% das cidades da Calábria – cerca de 320 – atualmente têm menos de 5.000 habitantes. Isso leva ao temor de que algumas comunidades possam morrer completamente em poucos anos, a menos que ocorra a regeneração.

Entre os vilarejos estão: Civita, Samo e Precacore, Aieta, Bova, Caccuri, Albidona e Santa Severina, entre outros.

Como se candidatar

Para se candidatar , os novos residentes devem se comprometer a abrir um pequeno negócio (restaurante, bar, loja, etc), seja do zero, seja aceitando ofertas pré-existentes nas cidades.

Além disso, precisam morar no local e ter, no máximo, 40 anos.

Estamos aprimorando os detalhes, o valor mensal exato e a duração dos fundos e se incluiremos também vilas um pouco maiores com até 3.000 residentes”, disse Gianluca Gallo, um conselheiro regional, à CNN.

Os candidatos deverão estar dispostos a estabelecer residência em um dos vilarejos da Calábria, no Sul da Itália, e prontos para se mudar em até 90 dias após a aceitação.

Cidades vazias 

Um projeto-piloto, renda de residência ativa, foi assinado no final de dezembro de 2020 e financiado com 700 mil euros, num acordo entre os ministérios do Desenvolvimento Económico e da Economia da Itália.

A renda mensal dos novos moradores pode chegar a 1 mil euros, cerca de R$ 6,2 mil.

As candidaturas serão compartilhadas por meio do site oficial da Calábria. Fique atento!

Localização:







Fonte: SNB | Com informações da CNN Travel

Postar um comentário

0 Comentários